Fotos

Photographer's Note

Travessia Oceânica a remos – Projeto Paraguaçú

http://travessiaoceanica.blogspot.com
http://paraguacu2012.blogspot.com
http://www.facebook.com/jose.tavares.75839/photos#!/pages/Paragua%C3%A7%C3%BA-httpparaguacu2012blogspotcom/135954383178895

Este projeto, destina-se “a divulgar a temática da «eco-eficiência» e desenvolvimento sustentável, assumindo a forma de uma arriscada travessia oceânica com o potencial de criar um forte impacto mediático”.
José Tavares, o homem que vai remar até ao Brasil quer alertar para o problema crescente das alterações climáticas e a necessidade de proteger as florestas, em especial a Amazónia, “incitando ao recurso a energias alternativas em substituição das fósseis, ao estabelecimento de políticas mais firmes de sustentabilidade e conservação e à implementação de formas mais eficientes e racionais de exploração de recursos”.
Além de três livros já publicados, dois deles sobre exploradores e aventuras, Tavares é o único português a ter descido em esquis de uma montanha de mais de 8 mil metros de altitude.
José Diogo Giraldes Tavares, licenciado em Organização e Gestão de Empresas e pós-graduado em Marketing Internacional, dirigiu o departamento de grupos e incentivos na Portitours, em Portimão, e foi consultor de desenvolvimento organizacional na Egor Consulting.
Esteve ligado às áreas de animação turística e desporto aventura desde 1994, tendo fundado o Clube Expedição e dirigido a empresa Active Outdoors – Animação e Aventura. Nesse período, foi monitor de canoagem e de orientação, e foi responsável pela organização de vários eventos de aventura.
Em autonomia, percorreu 60 km no rio Guadiana, 115 km no rio Tejo, e 65 km no rio Minho. Na área competitiva, participou em diversas provas de natação, triatlo, canoagem e corridas-aventura. Quanto a expedições, foi de Lisboa a Sagres em kayak (sete dias em solitário), atravessou a Floresta Negra (Alemanha) e os Andes, e subiu aos mais altos picos do mundo.
O barco Paraguaçú já está na Marina de Lagos, em preparação para a «Travessia pelo Ambiente», uma grande travessia do Atlântico a remos e em solitário, por José Tavares, na primeira tentativa de um português para chegar a um recorde mundial.
«Paraguaçú» é o nome deste projeto de travessia e da embarcação transoceânica e significa «mar» ou «rio grande», numa língua indígena da Amazónia.
Esta «cruzada», apoiada em terra por uma reduzida equipa, reconstituirá a rota dos navegadores quinhentistas e a da «Santa Cruz», a aeronave que completou a travessia aérea, só que remando em solitário e passando por Marrocos, ilhas Canárias, Cabo Verde e Fernando Noronha, no Brasil, numa extensão de quase 5000 km de oceano., terminando em Natal no Brasil.
A duração esperada da travessia é de 120 dias, com partida prevista para dezembro de 2012. Durante este verão, José Tavares tem seguido uma preparação diária intensiva ao longo das praias do Algarve.
Nenhum português realizou semelhante travessia em solitário ou sequer o tentou – apenas 32 pessoas de todo o mundo remaram através do Atlântico em solitário e só alguns o lograram sem assistência.
“Trata-se de um grande desafio de resistência, física e psicológica, não isento de riscos elevados, que exige uma elevada capacidade de preparação e organização, para minimizar os riscos e aumentar ao máximo as possibilidades de sucesso”

Nobody marcou esta nota como útil

Photo Information
Viewed: 2042
Points: 0
Discussions
  • None
Additional Photos by Joao Correia (sogal) Silver Note Writer [C: 2 W: 0 N: 822] (1586)
View More Pictures
explore TREKEARTH