Fotos

Photographer's Note

Inaugurada a 30 de Dezembro de 1951 como ponte de Marechal Carmona, que com o tempo viria a ser mais conhecida como “de Vila Franca”, foi uma das maiores obras públicas realizadas em Portugal e um marco do antigo regime. Foi a primeira travessia sobre o Tejo na Grande Lisboa, encurtando significativamente as distâncias entre Vila Franca e Porto Alto (Benavente). Com 1.224 metros de comprimento, sendo 520 sobre o rio, a ponte foi construída em mil dias e custou 130 mil contos.

Vila Franca de Xira é uma cidade portuguesa no Distrito de Lisboa, região de Lisboa e subregião da Grande Lisboa, com cerca de 18 400 habitantes. Pertencia ainda à antiga província do Ribatejo, hoje porém sem qualquer significado político-administrativo.
É sede de um município com 317,68 km² de área e 142 163 habitantes (2008[1]), subdividido em 11 freguesias. O município é limitado a norte pelos municípios de Alenquer e Azambuja, a leste por Benavente, a sul pelo estuário do Tejo, a sul e oeste por Loures e a noroeste por Arruda dos Vinhos.
No lugar do actual concelho de Vila Franca de Xira existiram ao longo da Idade Média e até meados do século XIX quatro concelhos distintos – o de Povos (hoje uma povoação da freguesia de Vila Franca de Xira), Alverca, Alhandra e Vila Franca; em 1855, porém, estavam todos integrados no actual concelho de Vila Franca.
Manteve disputas territoriais com Loures pela posse de Santa Iria de Azóia, que fizera parte do concelho de Alverca, mas fora integrada em 1886 no concelho de Loures; em 1916 separou-se de Santa Iria de Azóia a freguesia da Póvoa de Santa Iria, que em 1926 passou definitivamente ao concelho de Vila Franca.
Em Vila Franca se deu, em 1823, o movimento revoltoso da Vilafrancada, levada a cabo pelo Infante D. Miguel contra a Constituição de 1822. Na sequência desses acontecimentos, Vila Franca de Xira foi renomeada para Vila Franca da Restauração; o nome, contudo, não durou, posto que após o fracasso da Abrilada, no ano seguinte, voltou à forma original.
Vila Franca de Xira foi elevada a cidade em 28 de Junho de 1984, em conjunto com o Barreiro, Matosinhos, Mirandela, Oliveira de Azeméis, Ovar, São João da Madeira e Vila Nova de Gaia, no segundo pacote de elevação a cidades do regime democrático em Portugal.
As festas de Vila Franca De Xira, conhecidas como "Colete Encarnado" realizam-se no primeiro fim-de-semana de Julho e durante a primeira semana de Outubro realiza-se a antiga "Feira de Outubro", hoje chamada de Feira de Artesanato.
Júlio José Conceição Graça, escritor do neo-realismo da chamada 3ª geração. Nasceu em Vila Franca de Xira a 31 de Agosto de 1923 e dedicou a sua vida à escrita e à defesa da terra que assumiu como sua, Alhandra. Da sua obra literária se destaca Um Palmo de Terra, A Buza e o Salário de Judas. Faleceu em 2006.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vila_Franca_de_Xira

Nikon D40X
2010/09/15 10:36:16.5
Compressed RAW (12-bit)
Image Size: Large (3872 x 2592)
Color
Lens: 10-24mm F/3.5-4.5 G
Focal Length: 11mm
Exposure Mode: Manual
Metering Mode: Spot
1/160 sec - F/10
Exposure Comp.: +0.3 EV
Sensitivity: ISO 400
Optimize Image: Custom
White Balance: Auto
AF Mode: AF-C
Color Mode: Mode IIIa (sRGB)
Tone Comp.: More Contrast
Hue Adjustment: +3°
Saturation: Enhanced
Sharpening: Medium high
Long Exposure NR: Off
VR Control: Off
High ISO NR: Off


Reserved copyrights: The present photograph is intellectual workmanship protected by law 9610/98 being forbidden to the reproduction for any way without the previous authorization in writing it author. Please contact Gonçalo Lopes

wgreis marcou esta nota como útil

Photo Information
Viewed: 2646
Points: 76
Discussions
  • None
Additional Photos by Goncalo Lopes (Bluejeans) Gold Star Critiquer/Gold Star Workshop Editor/Gold Note Writer [C: 9250 W: 115 N: 13285] (64251)
View More Pictures
explore TREKEARTH